Tendências para o mercado de Saúde e Tecnologia

Não há dúvidas que nas últimas décadas o mundo inteiro estava passando por um processo de transição tecnológica, com a pandemia em si, tais eventos tiveram um crescimento muito maior e acelerado.

Graças aos esforços contínuos da área da saúde e tecnologia, pudemos salvar inúmeras vidas do COVID19, portanto a título de curiosidade e conhecimento gostaria de elencar algumas tecnologias que serão tendências para os próximos anos:

1 – Impressoras 3D

Por mais que seja de longa data a sua criação (1988), somente nos últimos anos as impressoras 3D vêm se tornando um produto viável em diversos setores, inclusive no da saúde.

As impressoras 3D foram utilizadas na pandemia para agilizar a linha de produção referente aos EPI’s, tanto os usados pelos profissionais da área da saúde quanto pela população no geral.

Só isso já demonstra o potencial das impressoras 3D, todavia não foi só nessa parte de combate ao corona vírus que ela foi empregada, outros importantes produtos podem ser produzidos pela impressora, como por exemplo:

  • Válvula para bomba de oxigênio;
  • Viseira protetora;
  • Ventiladores pulmonares;
  • Estande/quartos de isolamento.

Tudo isso foi possível graças a sua fácil adaptabilidade ao novo mercado (o da tecnologia 4.0), um mercado disruptivo que necessita que as linhas de produção sejam de fácil adaptação e maleabilidade. Com as impressoras 3D podemos facilmente mudar os tipos de produtos produzidos em um campo fabril e também o workflow.

Eu utilizei esse pequeno case para demonstrar o quão importante é a tecnologia, IOT e outras áreas em conjunto. Empresas que tiverem aplicações robustas que consigam controlar a produção das impressoras 3D e guardar suas informações para dashboards a posteriori para controlar gasto/lucro, conseguirão facilmente fazer parte de uma fatia considerável desse novo mercado.

Empresas de saúde/tecnologia que utilizam impressoras 3D:

  • BioArchitects.
  • Boa impressão 3D.
  • Estúdio 41.

2 -Telemedicina

Atualmente nos encontramos sem tempo para os afazeres fora do escopo profissional, as vezes precisamos resolver problemas burocráticos e muitas das vezes conseguimos fazer graças as tecnologias (Nubank que o diga).

Isso não será diferente na área da saúde graças à tecnologia! Pequenas consultas mais corriqueiras já podem ser feitas de forma online, até mesmo as triagens também dependendo do caso. A Otto hx como preza pela modernização e evolução tecnológica, desenvolveu o módulo de Telemedicina, que dará suporte às empresas referente ao atendimento online.

Inclusive em 2021 o BI AWARD Healthcare foi destinado a uma equipe hospitalar da Universidade do Porto, seu projeto era totalmente voltado a telemedicina. É interessante salientar isso pois a BI AWARD representa tendências e nuances acerca do mercado de saúde.

3 – Big Data

Há décadas atrás, havia certos oráculos prevendo a vinda da capacidade computacional ao ponto de que essas informações poderiam remodelar o futuro. Tais falas eram proferidas de forma distante, pois antigamente o preço por Terabyte de armazenamento era exponencialmente mais caro que nos dias de hoje, isso ainda sem se referir a capacidade de processamento, uma quantidade enorme de dados exige, mesmo nos dias atuais, data centers robustos.

Com a padronização do Big Data, empresas que querem se sobressair no mercado devem adquirir profissionais e/ou aplicativos que ofereçam suporte à leitura de seus dados, isso não por quiçá do status quo, mas sim porque há de fato uma efetiva melhoria da sua capacidade operacional.

Por exemplo, a Otto hx oferece no aplicativo hospitalar o Módulo do Gestor, que agrega a ferramenta Power BI da Microsoft permitindo que os gestores das instituições de saúde obtenham rápidas informações sobre o número de leitos utilizados, informações a respeito do estoque, suprimentos, gastos, indicadores de performance dos profissionais, entre outros. Tudo isso moldado em um gráfico intuitivo e de fácil entendimento, inclusive a ferramenta permite a personalização de gráficos que os gestores julgarem mais importantes, sendo assim, em poucos segundos eles conseguem ter um overview dos pontos mais críticos.

Imagine então as empresas que conseguirem tirar total proveito desses dados, ao ponto de conseguirem ter maior previsibilidade a cada mês, diminuírem os gastos desnecessários, traçar gráficos mais palpáveis, ter uma noção precisa do quanto conseguem performar de ROI e muito mais.

As previsões menos otimísticas em respeito do mercado de Big Data preveem um market value com o dobro do seu valor (se considerar o ano de 2020) em 2027, já os mais otimistas preveem o aumento de 200% em apenas cinco anos (2025).

Para refletir

Não há nenhuma dúvida que a tecnologia veio para ficar, todavia podemos nos sentir perdidos frente ao mar de tecnologias surgindo a todo momento, se você não sentiu esse devaneio, ainda há de sentir… uma hora ou outra, mesmo assim não há nenhum problema! O mais importante para as empresas não é implementar todas as tecnologias possíveis para ser referência nacional/internacional, mas sim aplicar a melhoria contínua e enxergar quais ferramentas podem ser utilizadas para melhorar o dia do amanhã, “melhor do que 100 passos mal feitos, é um passo bem orquestrado todo dia”.

Até o próximo artigo!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on pinterest
Falar Agora
Precisa de Ajuda?
Olá, podemos te ajudar ?
Scroll To Top